Trava de Alta em VALE5 - 28-12-2016 - encerrada com lucro



    1. Após movimento de queda, VALE5 fez fundo na região de R$21,60 e parece estar repicando. Esperei até que os preços superassem uma região onde a queda deu uma segunda arrefecida, criando um novo patamar (linha rosa pontilhada). Ontem, os preços chegaram a superar esse patamar, mas com um candle pouco convincente. Hoje, o candle foi bem mais consistente e me deu o aval para montar essa trava de alta utilizando PUTs (opções de venda).

    a trava consiste na venda de VALEM64 (strike R$22,98) por R$0,56 e na compra de VALEM63 (strike R$21,98) por R$0,32. O spread recebido foi de R$0,24. No momento da montagem, VALE5 era negociada a R$23,77; o break even (R$22,74) é apurado subtraindo-se o VE recebido (R$0,24) do strike da ponta vendida (R$22,98), e o lastro (4,33%) é apurado por [(22,74/23,77) - 1] * 100.

    Como sempre faço, aponto as características da operação:
    - baixo risco, por estar a favor da tendência de curtíssimo prazo;
    - prejuízo limitado - stop definido no momento da montagem, ou seja, se tudo der errado, o prejuízo está limitado à diferença entre os strikes menos o que já recebi (R$0,76 por ação).
    - passagem do tempo a favor, uma vez que estou vendido em VE; como o VE tende a zero, não é preciso qualquer movimento dos preços da ação para que a operação seja vencedora. Se o papel andar de lado, ótimo! Se subir, melhor ainda...




  • Obrigado pela postagem, acabei de entrar aqui no portal e percebi que tem muito conteúdo de qualidade

    Tem alguma vantagem em fazer a trava de alta com puts ao invés de fazer com calls?



  • @Trader4220

    Obrigado pela confiança, amigo.

    A principal vantagem é o fato de receber dinheiro do mercado ao montar a operação. A trava de alta com CALLs é mais eficaz se montada mais ITM (dentro do dinheiro), pois é a única forma de ficar vendido em expectativa (V.E.). Digamos uma ação cotada a R$20 e você monta uma trava de alta vendendo uma Call de strike R$19,00 por R$1,35(*) e comprando uma Call de strike R$18,00 por R$2,10(*). A parte dentro do dinheiro da ponta vendida é R$1, logo temos R$0,35 de valor extrínseco; já na ponta comprada, o valor intrínseco é R$2,00 e R$0,10 de valor extrínseco. Dessa forma, estamos vendidos em R$0,25 de V.E., mesmo pagando R$0,75.

    (*) - valores fictícios

    Na trava com PUTs, o raciocínio é o oposto, pois as opções de venda com os mesmos strikes da trava de alta com Calls estarão fora do dinheiro, logo, puro V.E. (opções fora do dinheiro não têm valor intrínseco). Provavelmente, você receberia um spread aproximado de R$0,30 deixando o risco do mesmo tamanho. Na trava com Calls, o risco é o que foi pago para montar. Na trava com Puts, o risco é a diferença entre os strikes menos o que você recebeu.

    Qualquer dúvida, vamos juntos.



  • Operação encerrada com lucro. Spread vendido por R$0,24 foi recomprado por R$0,03. Lucro de R$0,21 ou 27,6% sobre o capital arriscado.

    Da mesma forma que um loss não deve afetar o emocional do trazer, um gain também deve ser encarado com a mesma naturalidade. Nada de se achar "o cara"


Entre para responder
 

Parece que sua conexão com Fórum Portal do Trader caiu, por favor aguarde enquanto tentamos reconectar.