Tudo o que você precisa saber sobre mercados primários e secundários




  • Mercado Primário

    É onde há a emissão inicial de um título e o seu primeiro negócio. É através dele que as empresas conseguem recursos financeiros para investir. Nele o patrimônio financeiro obtido é direcionado para a empresa ou banco que lançou o ativo financeiro.


    IPO

    No mercado primário também é onde acontece o IPO (Initial Public Offering) ou Oferta Pública Inicial, onde ações de uma companhia são vendidas na Bolsa de Valores pela primeira vez. Esta operação é realizada para se conseguir capitalização para o financiamento de projetos.

    Diversos investidores apostam no IPO como uma forma de obter altos lucros, já que as ações podem ser lançadas em um valor baixo e podem aumentar logo em seguida.


    Como funciona o bookbuilding?

    A empresa emissora ao invés de fixar um preço, estabelece condições mínimas de lançamento e quem estiver interessado na aquisição envia suas ofertas de forma sigilosa a corretora, sendo que existe um prazo para a realização dos pedidos de reserva para participar do IPO.

    No pedido de reserva, os investidores dizem qual o preço máximo que aceitam pagar pelo ativo e devem ter uma margem de garantia na corretora conforme o valor solicitado para esta se assegurar que ele tem recursos para a compra, no caso do atendimento de seu pedido.

    O preço definitivo e o rateio são apurados depois da análise dessas ofertas, levando-se em conta os preços e respectivas quantidades ofertadas pelo investidor.


    Normas da Comissão de Valores Mobiliários (CVM)


    Nas ofertas públicas iniciais só é permitida divulgação da oferta por materiais publicitários aprovados antes pela Comissão de Valores Mobiliários. A fim de evitar possíveis conflitos de interesses, as corretoras são proibidas de recomendar aos seus clientes a participação ou não em um IPO.

    A não participação de uma oferta como essa gera grande prejuízo para a corretora, porque além de deixar de ganhar um valor muito alto em comissões pela distribuição das ações, também faz a instituição ser mal vista por seus clientes que desejariam participar da oferta e acabaram perdendo a reserva ou abrindo conta na concorrente.


    Como saber o que fazer?

    É dificílimo analisar por conta própria se um IPO vale ou não a pena. É necessário realizar uma avaliação completa da empresa a fim de saber se o preço que irá pagar na ação é justo.


    Mercado Secundário

    É onde os títulos mobiliários emitidos no mercado primário são negociados de um proprietário a outro. Ele é tão importante quanto o primário, já que o funcionamento de um depende do outro. Jamais deve esquecer que os ativos financeiros não seriam negociados no mercado primário se não contassem com a capacidade do secundário de gerar liquidez a estes papéis.

    Quando o primeiro comprador revende este ativo a uma terceira pessoa, esta pessoa para outra e assim por diante, desencadeando um processo de circulação do ativo, estas operações ocorrem no mercado secundário.

    No Mercado Secundário os valores resultantes das transações não são mais direcionados para a empresa ou banco emissor do ativo, mas sim para os investidores que participam das novas negociações.

    Neste mercado o investidor não precisa apenas comprar uma ação e vendê-la quando houver valorização. Há muitas outras estratégias e aprendê-las é o diferencial para alcançar o sucesso com os investimentos.

    Uma outra operação como a colocação inicial, junto ao público, de grande lote de ações, é o chamado "Block Trade". Isto normalmente ocorre quand, algum sócio detentor de uma parcela considerável da empresa resolve vender suas ações, por motivos diversos, no mercado secundário. Este movimento tende a pressionar o preço dos papéis para baixo, pois o mercado pode entender que o principal (ou um dos principais) acionista não confia mais na capacidade da empresa em gerar bons resultados.

    Por regulamentação da CVM (Comissão de Valores Mobiliários), a venda de grandes lotes (Block Trade) deve ser anunciada com antecedência ao mercado, a fim de proteger os acionistas minoritários de prejuízos por conta de uma abrupta queda no preço das ações.



    Exemplos de mercados secundários

    Bolsa de Valores - onde são negociadas as ações - como a PETR4, VALE5, OIBR4, CIEL3, USIM5 - e os contratos em Mercado Futuro de Dólar, Índice, Boi Gordo, Milho, Café e S&P 500.



    Exemplos de mercados primários

    Tesouro Direto- onde o governo federal emite títulos públicos como Tesouro Selic.


Entre para responder
 

Parece que sua conexão com Fórum Portal do Trader caiu, por favor aguarde enquanto tentamos reconectar.