Debêntures: Um ótimo negócio. Saiba tudo sobre elas.



  • Aprenda Debêntures

    Debêntures são títulos de dívidas emitidos por empresas para arrecadar recursos a fim de financiar seus projetos ou reestruturar dívidas. Ou seja, o investidor empresta dinheiro a uma companhia e, em troca, recebe uma remuneração, que pode ser em pagamento de juros periódicos ou apenas no vencimento do título.

    A remuneração mais comum é a pós-fixada atrelada à variação da inflação (IPCA + taxa prefixada ao ano), mas pode haver rentabilidades pós-fixadas atreladas aos juros (% do CDI) e prefixadas.

    Para determinar esses retornos, os emissores se baseiam nas taxas oferecidas pelo Tesouro e geralmente oferecem, em sua oferta pública inicial, prêmios superiores (exemplo: NTNB 2024 + 1% ao ano) para atrair investidores, já que os riscos são maiores. É bom lembrar que quanto maiores os riscos, maiores as possibilidades de retorno.

    Caso a empresa não pague os debenturistas, ela terá restrições para adquirir crédito junto ao BNDES, que atua como banco financiador de muitos projetos de infraestrutura no Brasil, e para algumas companhias fechar essa porta pode significar suicídio corporativo. Mas isso não significa certeza de recebimento, pois há o risco de a empresa não honrar o pagamento acordado por problemas financeiros ou de solvência.

    Antes de se investir em debentures é necessária muita atenção, pois atualmente vivemos um cenário incerto no setor corporativo por causa da situação da economia no país, além do envolvimento de grandes empresas em esquemas de corrupção.

    As debêntures têm vantagens perante os títulos do Tesouro Direto e tem a possibilidade de oferecer rendimentos maiores. Uma desvantagem da debênture é que ela não possui o Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que vale para CDBs, LCAs, LCIs, dentre outras aplicações. Outro problema deste investimento é o mercado secundário, que ainda tem pouca liquidez e que, para ser acessado, exige um contato com a mesa de operações de uma corretora. Desta forma, a venda de uma debênture antes do vencimento depende da existência de ofertas de compradores, que podem estar abaixo do preço justo, além do custo de operação da corretora que diminuirá os seus ganhos.

    O investimento em debêntures exige atenção e análise do rating da emissão, antes da compra. Caso o investidor opte por esta aplicação, o ideal é não investir uma grande parcela do patrimônio e ter em sua carteira aplicações mais seguras e líquidas.



    Nas debentures há cobrança de Imposto de Renda sobre o rendimento, exceto nos de infraestrutura. A seguir você poderá conferir uma tabela para saber o percentual cobrado.


    Prazo Imposto de Renda
    Até 180 dias 22,50%
    De 180 a 360 dias 20%
    de 361 dias a 720 dias 17,50%
    Acima de 720 dias 15%


    Como nos títulos públicos, onde há o site do Tesouro Direto para acompanhar os preços e taxas todos os dias, existe o BovespaFIX, onde pode-se pesquisar e visualizar todas as debêntures ofertadas. Portanto, o ideal é o investidor solicitar todo mês ao seu assessor de investimentos as debêntures disponíveis para negociação ou procurar na própria BovespaFIX.

    No site http://www.debentures.com.br você poderá encontrar mais informações

    Caso tenha gostado do artigo não esqueça de deixar seu like, ele é muito importante para gente saber que tipo de conteúdo produzir.

    Coaching oara traders


Entre para responder
 

Parece que sua conexão com Fórum Portal do Trader caiu, por favor aguarde enquanto tentamos reconectar.