Duvidas operacionais



  • Boa noite a todos,

    Sou iniciante no mundo de investimento em ações e opções, e venho estudado bastante nos últimos meses, já li boa parte dos post aqui do portal do trader, venho acompanhando algumas vezes ao vivo, tirando duvidas, criando meus próprios setups e sempre buscando conhecimento.

    Porem como planejo colocar a mão na massa nos próximos dias, o que venho mais estudado que pode estar ao meu alcance agora (que não posso ficar o dia todo acompanhando o mercado) são operações nas opções, porem tenho algumas duvidas operacionais para não fazer besteira na hora h.


    Na montagem de travas, borboleta, mesa, boxe 4 pontas e outras, já observei que temos ordem certa para montar e desmontar a operação, até aqui tudo certo. Minha duvida é na hora que for montar a operação como a corretora fara a cobrança.

    A grande maioria tem pacotes por mês ou cobram um valor fixo de R$ 8,00 (por exemplo) por contrato correto? caso eu queira compra 10.000 opções, porem olho no book e tenho quebra a quantidade, ela iria me cobra por contrato que fechar, por exemplo quero comprar 10.000 e tenho 3 vendedores cada um com 3.333 opções, ela iria me cobrar R$ 8,00 x 3 = R$ 24,00 (+ iss)? (acredito que para as quantias que estou planejando no máximo 3000 em cada ponta isso não ocorra, mas fica a duvida?). Mais emolumentos taxa de liquidação e taxa de registro que somadas dão 0,134%. Nas pontas vendedoras sempre sera retido 0,5% de IR correto?

    Na hora de apurar o IR como fica? procurei em vários lugares, mas já ouvi muitas coisas divergentes (ainda não achei a base legal, se alguém souber pode passar o link?) no mercado de ações é relativamente simples, day trade 20% independente do volume (claro se houver lucro), no normal, somente se meu VOLUME fora maior que R$ 20.000,00 na venda e alíquota é de 15%.

    Agora estamos operando opções, e acredito que na maioria das vezes na operações vou desmonta-lá antes de ser exercido/exerce-lá, ou vou deixar virar pó, mesmo porque, para valer a pena exercer ou deixar ser exercido ira gera mais custos, pois a corretagem cobra é da tabela da Bovespa na maioria das corretoras. Agora que eu fico confuso, se quando eu monto por exemplo uma trava de baixa com call, já vou receber do mercado (inclusive já vai ter IRRF), porem só posso considerar lucro quando tudo vira pó ou desmonto com lucro, então para calcular o ir devo considerar este lucro? pois o que leio por ai é que quando apurado um lucro com venda e compra de uma opção da mesma serie (mesmo vencimento) tenho que pagar IR, ou seja na montagem deste caso vou ter que pagar, e quando desmontar estiver com prejuízo? já vou ter pago IR para um lucro que não existiu e ainda não posso me creditar deste prejuízo? Outra duvida se eu operar menos de R$ 20.000,00 de venda de opções fico isento, ou vou precisar considera na conta o ativo subjacente? Pergunto isso, pois pode mudar totalmente o manejo de risco afinal o governo sempre sera nosso sócio majoritário.


    Outra duvida é que assim como o @Petrokas e o @MuriloBarquette tem suas planilhas de controle/estudo/acompanhamento estou montando a minha. Tenho meus setups para identificar tendencias e oportunidades, porem quando vou avaliar as opções dá um trabalho ficar consultando http://www.bmfbovespa.com.br/pt_br/servicos/market..., e buscando a cotação atualizada na minha corretora, ou olho aqui http://br.advfn.com/opcoes/bovespa/, mas como eu achei interessante montar uma base onde eu possa ver o strike da opção a ultima negociação e se possível o book (oferta de venda mais baixa e oferta de compra mais cara) e a volatilidade pelo link que o murilo me informou outro dia http://www.bmfbovespa.com.br/pt_br/servicos/market.... porem queria saber se voces fazem da mesma forma ou voces tem algum link que possa jogar direto isso em uma planilha do Excel, quanto volatilidade como uso bandas de bol, ja me da uma leve indicada na volatilidade, mas tembem sempre acho interessante dar uma olha no delta teta e gama pelo modelo de B&S.


    Petrokas, ainda quero fazer um cochaing contigo, mas estou buscando ter mais conhecimento e um pouco de experiência, para podermos uma melhor exeperencia para ambos lados.


    Grato,

    Lucas Mendes



  • caro @LucasMen

    você levantou muitas questões, mas vamos lá tentar responder cada uma delas. (rsrsrs)

    Sobre execução de ordens - as opções sobre ações ainda têm uma liquidez muito abaixo do que gostaríamos, a exceção de PETR e VALE. É preciso sim tomar muito cuidado ao abrir posições muito grandes, especialmente se você está montando travas. Você corre o risco de ficar vendido a descoberto, caso sua ordem de venda não seja totalmente executada. Sempre peça auxílio ao seu agente autônomo e pergunte a ele sobre os custos de execução dessas ordens. Pelo Home Broker, se você manda uma ordem de compra de 10.000 opções e essa ordem é executada através de diferentes vendedores, é cobrada apenas 1 corretagem. Nessa hora, é importante que você verifique no livro de ofertas se há disponibilidade dessa quantidade à venda.

    Sobre Imposto de Renda - quando uma opção que você vendeu vira pó, o lucro é o que você recebeu pela venda. Então, digamos: você vendeu 1.000 opções a R$0,60 e recebeu R$600,00. Pagou R$8,90 de corretagem, R$0,81 de emolumentos, R$0,45 de ISS e R$0,03 de IRRF. O valor líquido recebido será R$589,81. As opções viraram pó. Seu lucro líquido foi R$589,84 (você deve desconsiderar o IRRF). O imposto será apurado pela alíquota de 15% sobre o lucro = R$88,48 menos os R$0,03 que você já pagou na fonte = R$88,45. Veja que se você calcular os 15% direto de R$589,81 o imposto seria de R$88,47 - R$0,02 a mais. Por isso é importante desconsiderar o IRRF na hora de apurar o lucro líquido e abatê-lo do imposto a ser pago.

    Sobre planilha de acompanhamento - algumas plataformas como a Enfoque e a InvestCharts já disponibilizam todas as informações que você precisa - cotação, preço delta, gama e theta teóricos, volatilidade anualizada da ação subjacente, volatilidade, delta, gama e theta implícitos... tudo! Essas plataformas ainda disponibilizam links DDE para que você alimente suas planilhas com informações do mercado em tempo real. Montar uma planilha no Excel com todas essas informações não é uma tarefa fácil. A obtenção do preço teórico pelo modelo de Black&Scholes exige o conhecimento da resolução de Equação Diferencial Parcial, algo que o Excel não faz. É preciso usar outros caminhos da matemática para se chegar a um valor aproximado.

    Sobre o coaching com o Petrokas - o grande diferencial de um coaching em relação a um curso normal é justamente o fato de o professor começar exatamente de onde você sabe. O mercado de opções não é de brincadeira e não perdoa erros. Por isso, invista no seu conhecimento e faça um coaching com o Petrokas antes de começar a operar. Mais pra frente, vale até a pena fazer outro, a fim de complementar seu conhecimento. Você vai ver que vai sair muito mais barato do que tentar aprender da pior maneira.

    Bom fim de semana.

    Abraços



  • TNT

    Olá @MuriloBarquette e @LucasMen

    Agradeço pelo Murilo pela excelente explicação....

    Apenas gostaria de sugerir algo ao amigo Lucas: se você está iniciando seus estudos com opções agora, não tenha pressa em aprender o modelo B&S...é bom saber as variáveis que compõe o preço de uma opção, mas saber cada grega do modelo para cada opção, eu vejo como excesso de informação e que pode te atrapalhar nas suas análises.

    Aqui no Portal eu compartilho alguns estudos de operações ao vivo em minhas transmissões e em nenhum deles eu falo de B&S. Basicamente, faço um análise do gráfico do papel, vejo se tem algum indicativo de direção futura e monto o estudo, buscando sempre uma maior probabilidade de lucro...

    Nos últimos 2 exercícios (julho e agosto), fiz 13 estudos aqui no Portal e tivemos lucro em 11 deles....basicamente, esse bom resultado é fruto do entendimento dos mecanismos do mercado de opções e como se beneficiar deles...e claro: quando errar, gerenciar bem o risco para não quebrar!

    No mais, fico à disposição e agradeço pela participação de todos!


    Petrokas




  • Caro @MuriloBarquette,

    Gostaria de tirar uma dúvida, se possível

    @MuriloBarquette disse:

    Sobre Imposto de Renda - quando uma opção que você vendeu vira pó, o lucro é o que você recebeu pela venda.

    Quando a opçao q vendi vira pó, o lucro é o q recebi. Até aqui tudo bem

    Minha dúvida é: devo apurar esse ganho na data da venda da opção ou na data em q ela vira pó?

    Pergunto isso pois no caso de eu vender uma opção com vencimento em 2 meses, por exemplo, eu recebo o $$$ hoje, mas só faria a apuração do IR daqui a 2 meses e recolheria até o final do 3o mês, "perdendo" o prazo legal para recolhimento do IR.

    No caso de ter q recolher o IR imediatamente, corro o risco de recolher a mais, se as opções não forem para o pó, e depois ter que compensar.

    Não sei se fui claro na minha dúvida,

    Quem puder colaborar, fico agradecido

    Abraços




  • Claudio,


    Você faz a apuração quando a opção efetivamente vira pó , ou quando você recompra ela antes, ou seja quando você efetivamente tem o lucro ou o prejuízo. Abs



  • @newtrader, obrigado

    Estou iniciando e ainda tenho algumas dúvidas

    Valeu


Entre para responder
 

Parece que sua conexão com Fórum Portal do Trader caiu, por favor aguarde enquanto tentamos reconectar.