Operando numa Mesa Proprietária



  • Olá! Eu sou a Carol Paiffer, sócia-fundadora da ATOM, uma mesa de traders (também chamadas de prop firms, mesas proprietárias, ou simplesmente “props”), e somos a primeira de capital aberto no Brasil.

    Uma pergunta que sempre me fazem é: por quê operar através de uma mesa de traders?

    Para responder esta pergunta, vou contar um pouco da nossa história. Decidimos montar essa empresa justamente porque começamos no mercado financeiro como todo mundo começa: com pouco dinheiro, mas muita vontade de fazer dar certo! No início, tivemos que conquistar clientes e lidar com a mudança de humor dos mesmos quando o mercado oscilava contra (risos) – nada divertido. Mas quando conhecemos esse modelo de empresa (mesa de traders) ficamos APAIXONADOS e tudo mudou desde então. É muito comum nos EUA e, principalmente em NY, onde estávamos. Me lembro de tudo, como se fosse hoje.

    Paixão Vida de Trader. Como ser um trader?

    Entrei em uma mesa e vi um monte de pessoas operando, uns 150 homens (também acho absurdo não ter muita mulher nesse mercado!). Um deles estava com a tela aberta e vários outros conversando ao seu redor, estavam escolhendo ilhas. Oi? Sim, estavam vendo pequenas ilhas que poderiam comprar e na garagem do prédio carros raríssimos alegravam seus dias.

    Na hora pensamos (eu e meu irmão, presidente da empresa): é isso que queremos para nós e para todos que toparem vir nessa conosco!

    Contudo, essa empresa paga 50% dos lucros aos traders, mas não aceita traders a distância, então todos eles precisam operar de lá, fisicamente. Esta parte nós queríamos fazer diferente e melhor. Trouxemos o modelo para o Brasil com um time pequeno, ralamos, em apenas 2 anos multiplicamos por 15 o capital inicial que colocamos, e decidimos: é hora de crescer! E foi assim que surgiu a Atom SA, mas com a vantagem de que o trader pode operar de casa ou qualquer outro lugar que quiser. Muitos perguntam como vamos crescer se existem tão poucos profissionais no brasil? Nossa solução é “educar” o brasileiro sobre essa profissão.

    Hoje, o meu trabalho diário é mostrar que pessoas comuns podem ser traders e ter uma boa vida, mas diferente ainda desses traders de NY, podem operar nosso dinheiro de qualquer lugar e receber até 60% dos lucros, sem risco para o próprio capital. E eu diria que este é o principal ponto que justifica um trader operar numa prop como a Atom, além de mais acesso a plataformas e custos operacionais menores. Tornamos possível o sonho de muitas pessoas, que agora têm tempo para suas famílias, viagens e amigos. E buscamos pessoas que com garra, vontade de vencer, e que estejam dispostas a superar as adversidades do mercado e tirar dinheiro dele.

    Mas nem tudo são flores e ninguém se torna trader num passe de mágica. O caminho é duro, não é para qualquer um, apesar de ser um jogo que vale a pena ser jogado. Por isso, queremos dar a oportunidade a qualquer um que queira se tornar trader, porém, como toda mesa proprietária, somos extremamente meritocráticos. Mesas como a nossa possuem metodologias de seleção e treinamento de traders, por isso, caso você tenha interesse, fica o meu convite:

    CLIQUE AQUI para conhecer o maior reality show do mercado financeiro. Treine, desafie-se e ainda seja avaliado para fazer parte da equipe.

    Grande beijo e sucesso!

    Carol Paiffer

    Escreva para mim: ri@atompar.com.br



  • Parabéns Carol. Estou na torcida para a Atom dar certo no Brasil. Precisamos de empresas como a sua para fomentar e inovar o mercado financeiro brasileiro que carece de tudo quando comparado aos mercados internacionais.



Parece que sua conexão com Fórum Portal do Trader caiu, por favor aguarde enquanto tentamos reconectar.