Trava Calendário - BBAS3 - 30/11/2017 - Encerrada com prejuízo em 04/12/2017



  • Depois de um longo inverno, eis que volto a montar uma estrutura com opções: a Trava Calendário.

    A Trava Calendário consiste na venda de uma opção com vencimento distante (mínimo 3 meses) e, como seguro, compra-se uma opção de strike muito parecido com a posição vendida só que com vencimento mais próximo. No dia do vencimento da posição comprada, avalia-se a operação para decidir se encerra a operação recomprando a posição vendida ou se mantém a posição renovando o seguro (compra de uma opção com vencimento para o mês seguinte).

    Nessa trava montada hoje, vendi BBASB1 (vencimento em fevereiro e strike R$31,11) por R$1,81 e, como seguro, comprei BBASL11 (vencimento em dezembro próximo e strike R$31,13) por R$0,73. O spread recebido foi de R$1,08. A estratégia consiste em apostar no preço da ação abaixo de R$31,11. Enquanto isso acontecer, ambas posições tendem a derreter VE. Só que a posição vendia tem MUITO mais VE pra derreter e a aposta se baseia na rapidez desse derretimento. Claro que isso tudo é teoria, restando-nos apenas aguardar o mercado. Caso haja uma alta repentina do preço da ação, até dá pra sair no zero a zero ou até mesmo com pequeno lucro, uma vez que altas repentinas fazem opções próximas do vencimento explodirem. E em caso de exercício antecipado da posição vendida, tenho o seguro para que eu não precise correr atrás do preço a mercado. 

    Embora seja uma operação de risco controlado, o stop não está determinado na montagem por causa dos vencimentos diferentes. O comportamento das opções pode variar muito e não há como prever, especialmente em momentos de alta volatilidade. Por isso, é preciso cautela e olho no mercado. Ao menor sinal de alta dos preços da ação, é de bom alvitre desmanchar a operação, antes que a coisa saia do controle e o prejuízo seja devastador. 

    O vencimento da posição comprada é 18/12, quando avaliarei se encerro a operação ou se renovo o seguro. Tudo vai depender dos movimentos do mercado nos próximos dias.

    No momento da operação, BBAS3 estava cotada a R$30,31 e a ação fechou na mínima do dia, a R$29,93 elevando o lastro da operação para 3,94%. É um lastro muito baixo para um papel com alta volatilidade, mas o spread recebido acabou compensando o risco.

    Vamos acompanhar!



  • BBAS3 abriu com força e já bateu R$31,30 - bem acima do strike das opções envolvidas na operação. Melhor sair com pequeno prejuízo (R$0,18) do que a coisa sair do controle.

    Agora, é esperar outra oportunidade e partir pra próxima.


Entre para responder
 


O Portal do Trader não se responsabiliza pelas informações e opiniões veiculadas neste fórum, sendo elas de autoria individual de cada participante. Vale ainda ressaltar que investimentos em mercado de renda variável possuem riscos, ganhos passados não garantem ganhos futuros, e a decisão final e responsabilidade sobre cada operação é de cada investidor, devendo ser tomada individualmente.
© 2018 Portal do Trader. Todos os direitos reservados.

Parece que sua conexão com Fórum Portal do Trader caiu, por favor aguarde enquanto tentamos reconectar.