Dúvida sobre trava de alta com put



  • Na trava de alta com puts, o objetivo é esperar os dias passarem, não ser exercido e receber o prêmio que me dão pra fazer a montagem?



  • @Trader6116

    Exatamente! Se você montar a trava mais ITM, vai receber mais, porém dependerá de uma alta forte do ativo. Mesmo recebendo dinheiro para montar, você estará comprado em VE. 

    Exemplo usando os preços de fechamento de hoje (22/06/2017)
    - PETR4 - R$12,04 
    - Venda de PETRS63 (strike R$13,50) por R$1,51
    - Compra de PETRS42 (strike R$12,50) por R$0,71
    - spread recebido: R$0,80. 

    Entretanto, vamos analisar: 
    Estando ambas opções ITM (não esqueçamos que para PUTs a classificação das opções é inversa a das CALLs), PETRS63 tem R$1,46 de Valor Intrínseco, restando apenas R$0,05 de Valor de Expectativa. Já a posição comprada - PETRS42 - tem R$0,42 de valor ITM e R$0,25 de Expectativa. Logo, estamos comprados em V.E. Muito ruim, pois dependemos de uma alta forte - PETR4 tem que sair dos atuais R$12,04 para R$13,50 - alta de 12,13% faltando 17 pregões. Impossível? Não existe impossível para o mercado, mas a julgar pelo baixo valor extrínseco da posição vendida (R$0,05) na atual conjuntura, o mercado tem pouca expectativa de que isso ocorra...

    Montando a trava de alta com PUTs OTM, você só precisa que o ativo não caia, ou seja, tem a passagem do tempo a seu favor. A ideia é ficar vendido em VE.

    Analisando:
    - PETR4: R$12,04
    - venda de PETRS53 (strike R$11,50) por R$0,24
    - compra de PETRS45 (strike R$10,50) por R$0,08
    - spread recebido: R$0,16

    ambas opções estão OTM, logo só têm V.E. Nessa situação, estamos vendidos em expectativa e basta que a ação não caia abaixo de R$11,50 para que a operação seja vencedora. Se o preço da ação ficar parado, a tendência é de que o V.E. vá sendo corroído - as opções tendem a ser negociadas com prêmios cada vez menores. Como a tendência é V.E. = ZERO no vencimento, nossa posição vendida tende a derreter mais rapidamente do que a posição comprada e é nisso que tiramos vantagem. 

    Resumindo, monte operações para ficar vendido em VE e deixe o tempo fazer o trabalho dele (rsrsrsrs)



  • @MuriloBarquette 

    Perfeita sua explicação! Acompanho seus posts aqui, e tem ajudado muito. Todo iniciante precisa de alguém assim com boa vontade pra ajudar. Parabéns.

    E outra duvida, pergunta boba, mas é pergunta! Na trava de baixa, devo só ter o pensamento todo contrário a esse da trava de alta? E outra dúvida.... quanto tempo normalmente espero? Sempre até o vencimento? Seja para lucro/prejuízo ou ser exercido...?



  • @Trader6116

    Fico muito feliz em ser útil. Estamos nessa vida para ajudarmos uns aos outros. Só a cooperação nos fará evoluir sem limites.

    Segundo diz meu mestre e amigo Lauro Villares, "a única pergunta boba é aquela que nunca foi feita". E eu completo dizendo "quem pergunta é tolo por 5 minutos, mas quem não pergunta, permanece tolo pra sempre"

    O que precisa ficar muito claro é o seguinte:
    - Preço da ação: R$20,00
    - PUT de strike maior que R$20,00 é ITM
    - PUT de strike menor que R$20,00 é OTM
    - CALL de strike maior que R$20,00 é OTM
    - CALL de strike menor que R$20,00 é ITM

    Memorize isso. Se for preciso, anote num papel para jamais esquecer.

    Para saber mais sobre o tempo de permanência na operação, é preciso entender três conceitos importantíssimos:

    1) Lastro - é o quanto sua operação aguenta, antes de entrar na região de loss. Vamos analisar a trava de alta com PUTs exemplificada no post acima. No caso, como é uma trava de alta, estamos apostando que o preço da ação ficará onde está ou subirá. Então, se o preço da ação cair abaixo do strike da posição vendida (R$11,50 no nosso exemplo), a opção PETRS53 deixará de ser OTM e passará a ser ITM. E opções ITM têm exercício automático, no dia do vencimento. Observe as seguintes hipóteses, no dia do vencimento:
    a) preço da ação acima de R$11,50 - tanto a posição vendida quanto a comprada viram pó e você embolsa o lucro de R$0,16.
    b) preço da ação entre R$11,50 e R$11,35 - você começa a devolver parte do que recebeu. Supondo preço da ação em R$11,40: você será obrigado a comprar por R$11,50 (será exercido) mas venderá a mercado por R$11,40 apurando um prejuízo de R$0,10 por ação. Como você recebeu R$0,16 por cada ação, ainda fica com um lucrinho de R$0,06.
    c) preço da ação igual a R$11,34. Esse é o nosso BREAK EVEN, ou ponto onde não há nem ganho nem perda. A operação está no zero a zero. Você será exercido e obrigado a comprar as ações por R$11,50 mas venderá a mercado por R$11,34 assumindo um prejuízo de R$0,16 que é exatamente o que você recebeu quando montou a operação. Guarde bem esse conceito de BREAK EVEN. É ele que nos ajudará a calcular o lastro.
    d) preço da ação entre R$10,50 e R$11,34. Você cai na mesma situação do item b. A diferença é que ao invés de ter um pequeno lucro, terá um pequeno prejuízo. Supondo o preço da ação em R$11,00. Você será exercido e obrigado a comprar as ações por R$11,50 mas venderá a mercado por R$11,00 assumindo um prejuízo de R$0,50. Como já recebeu R$0,16 seu prejuízo fica em R$0,34.
    e) preço da ação abaixo de R$10,50 - é quando sua operação atinge a perda máxima, não importando o quanto abaixo de R$10,50 esteja a ação. Você será exercido e obrigado a comprar as ações por R$11,50 mas exercerá seu direito e as venderá por R$10,50 assumindo um prejuízo de R$1 por ação. Como já recebeu R$0,16 seu prejuízo máximo será de R$0,84.

    Entendidas essas hipóteses, vamos calcular o lastro. Já sabendo que a ação está a R$12,04 e o Break Even é R$11,34 o lastro da nossa trava é de 5,81%. Isso significa que nossa trava de alta aguenta uma queda de quase 6% no preço que ainda estaremos no zero a zero. 

    2) Tempo - esse é um conceito importante. Quanto maior o tempo para o vencimento, maior será o risco da operação. No caso de ações como PETR4 - de alta volatilidade - um prazo mais longo pode ser a sentença de morte para sua trava. Variações de 5,81% para um prazo mais estendido é o mesmo que nada. Dessa forma, avalie muito bem o tempo para o vencimento, antes de montar a trava.

    3) Eficiência de V.E. - um V.E. eficiente é aquele onde o valor recebido vale a pena o risco a ser tomado. Eu costumo adotar entre 1,5% e 2% do preço da ação. Menos do que isso, não acho que valha a pena correr o risco de perder dinheiro. Uma vez montado, você deve observar diariamente o spread praticado pelo mercado. Quando esse spread chega a 0,3% do preço da ação, é hora de desmontar a operação. Não vale a pena correr o risco de devolver lucro - ou até ter prejuízo - em uma alta repentina, por causa de centavinhos. 

    Agora, fica mais fácil definir os stops:

    1) Stop no break even - bateu, desmonta tudo rapidamente, sem pestanejar. Nada de ficar esperando "pra ver se o mercado volta".

    2) Stop no tempo - na quinta-feira que antecede o vencimento, desmonte a trava. Deixar ir para o exercício só vai fazer você pagar mais com emolumentos, uma vez que o volume negociado é muito maior. Além disso, a maioria das corretoras cobra corretagem de mesa, uma vez que o exercício não é entendido como uma operação de home broker. 

    3) Stop no V.E. - assim que o spread entre as opções estiver em 0,3% do preço da ação, desmonte tudo e embolse o lucro.

    Se tiver ficado alguma dúvida é só falar. 
      



  • @MuriloBarquette Ótima explicação. Entendido.

    E como calculo o lastro e BREAK EVEN? Posso tentar montar uma planilha pra simular antes de começar cada operação.

    E pelo o que entendi do tempo, o ideal então, é montar as operações perto da semana de vencimento de tal série da opção, certo? Mas se fosse pensar em ser beneficiado por passagem do tempo, montar uma trava com um longo período não me beneficiaria de nenhuma forma?

    E pelo o que entendi também, é ideal uma trava de alta com Put, muito OTM, mas em compensação, o lucro será bem mais baixo.

    Normalmente, as ações tendem a valorizar um pouco na semana de vencimento de opções (posso estar errado). Então teoricamente uma trava de alta nesse período seria vantajoso e uma trava de baixa com calls não seria vantajoso?



  • @Trader6116

    Salve, amigo

    Bom, vamos lá:

    1) O cálculo do break even é relativamente simples, porém não existe uma fórmula fixa. Vai depender da operação que você montou. Por exemplo: numa trava de alta com CALLs, o break even é o strike da posição comprada mais o que você pagou para montar. Imagine uma ação a R$20 e você compra uma Call de strike R$21 e vende uma Call de strike R$22, pagando R$0,25. O break even será R$21,25. Ou seja, se no dia do vencimento a ação estiver negociada a R$21,25 sua operação ficará no zero a zero. Por que? Porque você exercerá seu direito e comprará ações a R$21 mas venderá no mercado a R$21,25 apurando um lucro de R$0,25 - que foi exatamente o que você gastou para montar. Vamos supor agora que compramos uma Call de strike R$19 e vendemos uma call de strike R$21, para a mesma ação negociada a R$20, pagando R$0,55. O break even será R$19,55. Se no dia do vencimento a ação estiver cotada nesse valor, você exerce seu direito e compra ações a R$19,00 e vende no mercado por R$19,55 apurando um lucro de R$0,55 - que foi o que você pagou para montar. Resumindo, faça um desenho e estude cada possibilidade. Até porque há uma quantidade enorme de estruturas que podem ser montadas com opções e para cada uma, há uma forma de calcular o break even. Algumas estruturas como o Condor têm dois break even.

    2) Não. O ideal é você fazer um balanço do tripé lastro/tempo/eficiência de VE. Não há uma fórmula pronta e você vai ter que aprender a avaliar as situações e decidir se vale a pena ou não correr os riscos.

    3) O lastro é calculado a partir do break even. É a distância em % entre o preço da ação e o lastro. Para calcular o lastro de uma trava de alta, divida o break even pelo preço da ação. Do resultado, subtraia 1 e multiplique por 100. Vamos tomar como exemplo a trava de alta do post acima:
    preço da ação: R$12,04
    break even: R$11,34
    11,34/12,04 = 0,9419
    0,9419 - 1 = -0,0581
    -0,0581 x 100 = -5,81% 
    A trava de alta aguenta uma queda nos preços da ação de até 5,81%

    Na trava de baixa, o cálculo é exatamente o mesmo: divida o break even pelo preço da ação. A diferença é que como o break even está ACIMA do preço da ação, o resultado será positivo. Exemplo:
    preço da ação: R$12,04
    break even: R$13,20
    13,20/12,04 = 1,0963
    1,0963 - 1 = 0,0963
    0,0963 x 100 = 9,63%. 
    A trava de baixa aguenta uma alta nos preços da ação de até 9,63%.

    4) Estruturas com opções são mais eficientes se montadas mais distantes do vencimento. Na última semana, o VE das opções já está todo corroído, então, você vai receber um spread pequeno para correr riscos. Como eu disse acima, você tem que fazer uma avaliação dos três fatores - lastro/tempo/eficiência de VE - simultaneamente e buscar as condições que melhor atendem às suas expectativas de risco.



  • Este post está deletado!


  • @MuriloBarquette disse:

    break even é o strike da posição comprada mais o que você pagou para montar

     Obrigado pela explicação. Tem ficado bem claro!

    Só restou essa dúvida: Você mostrou como fica o break even de uma trava de alta com calls. E no restante, trava de alta com put, e trava de baixa com calls e puts?



  • @Trader6116

    como exercício, faça um desenho no papel e tente calcular o break even. ;)



  • @MuriloBarquette 

    Fiz o treino no papel e compreendi. Obrigado.

    Outra: E montando travas que recebemos, tem como ter lucro antes do vencimento? 



  • @Trader6116

    Tem sim, amigo

    lá no quarto post eu explico sobre os tipos de stops em operações com opções. Spread bateu o seu limite de eficiência (algo em torno de 0,3% do preço da ação), desmonte tudo e embolse o lucro.


  • TNT

    Grande Murilo???  Quando vai nos dar umas aulas ao vivo, quero muito aprender a fazer estas operações estruturadas com travas, sou leigo, nem sei como ou o que perguntar..rs

    grande abraço



  • diga lá, mestre @Sylvestre

    Preciso preparar um material legal, mas o tempo tá muito corrido pra mim... ando atolado com o trabalho, mas estou montando um webinar devagarinho. Em breve, estaremos lá.

    Aqui no fórum, tem vários artigos que eu escrevi sobre opções. Seria interessante que você os lesse primeiro, para sedimentar bem a parte conceitual. Essa é a parte mais chatinha das opções, pois é fácil se enrolar com conceitos do tipo "comprar direito de venda" ou "vender direito de compra". Tem outra coisa que dá um nó na cabeça: a história de "quem vende opção de compra, tá se comprometendo a vender. Quem vende opção de venda, tá se comprometendo a comprar". 

    Esses conceitos têm que estar muito bem consolidados e eu aconselho que você mesmo crie um esquema para não esquecer mais. Desenhe, se for preciso. Foi assim que eu fiz.

    Vai bem devagar e, qualquer dúvida, é só postar.

    Leia os posts na ordem apresentada:

    https://forum.portaldotrader.c...
    https://forum.portaldotrader.c...
    https://forum.portaldotrader.c...
    https://forum.portaldotrader.c...
    https://forum.portaldotrader.c...



  • @MuriloBarquette 

    Esperamos seu material! rs

    Entendo que a venda descoberta pode acarretar um prejuízo. Mas qual sua opinião sobre essa estratégia?

    Por exemplo vc acha que a ação irá valorizar. Vc compra calls OTM, para valorização (o objetivo é só ganhar um pequeno lucro com a valorização da opção, mas não ter as ações em carteira), evitando ser exercido, porque sua opção é OTM. Penso, que assim, só teria que comprar a opção OTM, buscando a valorização dela quando o ativo sobe, e tenho que ter agilidade pra vender antes da data de vencimento pra não ser exercido por alguém. Ou a corretora pode me exercer?

    Ou rolar a opção seria melhor? tem algum jeito de ganhar um pouquinho, sem a necessidade de ações? sem trava? (porque acaba que a trava mesmo com vc recebendo, ainda tem que colocar um valor pra comprar uma ponta)

    Quando eu sou vendedor de uma call por exemplo, mesmo que eu venda essa call ainda terei alguma ligação com ela? ou a partir desse momento, me desligo totalmente dela?



  • @Trader6116

    Você tá fazendo rolo, amigo. 

    Vamos por partes:

    1) O que eu acho da venda descoberta? FIQUE LONGE! Venda descoberta é risco ilimitado. Aliás, nenhuma corretora vai te deixar fazer isso sem chamar uma margem gigantesca. Não vale a pena e é cemitério de malandro.

    2) Se você é comprador de opções, jamais será exercido. Você EXERCE se quiser sua posição. É por isso que se chama OPÇÃO. O comprador dos ativos tem a opção de exercer ou não o seu direito. O vendedor sim tem uma OBRIGAÇÃO. Se o comprador optar por exercer seu direito, o vendedor das opções será obrigado a realizar o negócio, queira ele ou não. Amigo, esses são conceitos que precisam estar muito bem consolidados na cabeça. O vendedor de CALLs se compromete a vender ações, ou seja, se ele vende uma CALL de strike R$20 e no dia do vencimento a ação estiver a R$21, ele será exercido e terá que vender as ações por R$20, querendo ou não. Já o vendedor de PUTs se compromete a comprar, ou seja, ao vender uma PUT de strike R$20 e no dia do vencimento a ação estiver a R$19, ele será obrigado a comprar as ações por R$20, querendo ou não.

    3) Comprar opções OTM, suas chances são mínimas. Imagine a compra de uma CALL bem OTM em 5 possibilidades para os preços: alta forte, alta, consolidação, queda e queda forte. Você só vai ganhar se, e somente se, houver uma alta forte num espaço de tempo muito curto, ou seja, se o preço explodir. Caso contrário, você vai perdendo a cada dia que passa e a alta não acontece. O mesmo vale para PUT OTM. Você só vai ganhar se, e somente se, o preço do ativo derreter em pouco tempo. Opções OTM são V.E. puro e você está comprando algo que tende a zero. Não seria muito mais interessante VENDER algo que tende a zero? Por isso que eu monto travas. Eu vendo expectativa, mas compro um seguro. Se o mercado for na direção contrária à minha aposta, meu prejuízo está limitado, mesmo que eu precise limitar meu lucro para isso. 

    Por fim, sugiro que você monte uma tabela para melhor entendimento dos conceitos envolvidos no mercado de opções e estude muito o V.E. e como ele se comporta.

    Mas é isso aí! Não opere sem antes esclarecer todas as suas dúvidas. Estou às ordens!!!! ;)

    Abraço


Entre para responder
 

Parece que sua conexão com Fórum Portal do Trader caiu, por favor aguarde enquanto tentamos reconectar.